Rio Grande do Norte

Suspeito de matar policial em Natal morre em confronto com a PM

Por G1 RN

ImagemO homem suspeito de ter atirado e matado o policial militar Melqui Djaci Rodrigues em junho do ano passado morreu em confronto com a PM na manhã desta sexta-feira (11), na Zona Sul de Natal. Mateus Yang Fernandes Ovídio, de 19 anos, foi baleado após ser flagrado fazendo um arrastão dentro de uma residência no bairro Candelária. Outros três assaltantes foram presos na ação.

A Polícia Civil informou que um desses homens presos é o suspeito de ter dado apoio ao atirador no caso da morte do policial. O terceiro participante do assassinato do cabo Melqui Rodrigues morreu no mesmo dia do crime, também em uma troca de tiros com a Polícia Militar. Ele seria o responsável por dirigir o carro que o grupo usou para matar o PM.

Melqui Djaci Rodrigues tinha 41 anos de idade e foi morto no dia 8 de junho de 2018, na Avenida Caboclinhos, bairro Lagoa Azul, Zona Norte da capital.

De acordo com informações da polícia, os criminosos chegaram em um carro branco, armados, e abordaram o cabo Melqui. Um dos suspeitos estava com um capacete de construção civil, segundo testemunhas. Foi o homem que atirou contra o policial, Mateus Yang.

Ainda segundo a Polícia Militar, os disparos atingiram a testa de Melqui Rodrigues. Ele foi socorrido e levado ao Hospital Santa Catarina, na Zona Norte, porém morreu antes de chegar à unidade de saúde.

O PM fazia bico de segurança no estabelecimento em que ocorreu o crime e estava trabalhando quando foi assassinado. A arma dele foi levada pelos bandidos.

11 de Janeiro de 2019

(1) Comentários

1 Comentários

Esconder formulário
  • Paulo Guedes
    Há 2 meses
    Só falta a nobre PM executar o terceiro meliante, antes que a "justiça" (kkkkk) brasileira o solte. Podem enterrar os três ladrões (e todos os marginais de Natal) aqui no Cemitério Bom Pastor II, pra que nunca mais assaltem ninguém, nem matem inocentes - há bastante espaço...