Noticias da Região

Caern investe R$ 11 milhões para melhorar distribuição de água

CaernA Caern investiu R$ 11,5 milhões para garantir melhor distribuição de água aos consumidores de 29 cidades, em diversas regiões do Estado. O serviço foi iniciado pelas cidades de Natal, Mossoró e Parnamirim. Empresa contratada pela Caern está fazendo a instalação de novos hidrômetros e a substituição dos antigos. Esses equipamentos promovem a cobrança justa e combatem irregularidades no sistema de abastecimento.

A Companhia pretende instalar 36 mil novos hidrômetros e substituir nas residências outros 33 mil equipamentos em todo o Estado. O trabalho de troca dos conhecidos “relógios” não terá custo para o cliente. A Caern faz comunicado aos consumidores com antecedência. No dia da instalação, a equipe informa ao chegar no imóvel, que fará o serviço. 

Conforme a Lei 11.445, previsto também em resolução da Agência Reguladora de Serviços Públicos (Arsep/RN) e Agência Reguladora de Serviços de Saneamento Básico do Município de Natal (Arsban), o corte ocorrerá para os que se negarem a receber o hidrômetro. No caso de negativa em aceitar será entregue o comunicado dando um prazo de cinco dias, após esse prazo a equipe da Caern retorna ao imóvel, caso haja negativa novamente a água será cortada.

Após a conclusão do serviço nas cidades de Natal, Mossoró e Parnamirim, a programação prevista é levar o serviço para outras 26 cidades. São elas: Alto do Rodrigues, Apodi, Areia branca, Assú, Baraúna, Caiçara do Norte, Caicó, Caraúbas, Cruzeta, Currais novos, Goianinha, Guamaré, Jardim de Piranhas, Jardim do Seridó, João Câmara, Jucurutu, Macaíba, Macau, Nova cruz, Parazinho, Parelhas, Pau dos Ferros, Pendências, Poço branco, São José de Mipibu e São Paulo do Potengi.

GEORADAR
O superintendente comercial da Caern, Giordano Filgueira, lembra que o investimento é importante para garantir melhor distribuição de água. A novidade esse ano é que o georadar, equipamento de sondagem para identificar redes de água, estará auxiliando na identificação de tubulações para a instalação dos novos hidrômetros. “Vamos perder menos tempo procurando a rede com a ajuda do georadar. Além disso, não é preciso escavar para encontrar a tubulação, nem quebrar a calçada”, reforça Giordano.

ECONOMIA

Consumidor atento acompanha seu consumo de água por meio do hidrômetro. Conhecido como “relógio”, o medidor de água é aliado do bolso do cliente. Pelo equipamento é possível saber como está o consumo de água de sua residência, apartamento, comércio ou indústria. Controlar os gastos, fazendo o uso racional de água, é bom para as finanças pessoais dos clientes e para o meio ambiente.

Quanto maior o índice de hidrômetros instalados em uma cidade, menos problemas com abastecimento. Isso porque o consumidor acompanha o consumo e evita o desperdício. “Em cidades de menor porte, é possível observar a importância da hidrometração. Após o aumento dos índices de hidrômetro nos imóveis, a Caern percebeu a diminuição em reclamações de falta de água”, informa Giordano.

Comentar