Caern investe R$1 milhão no combate às ligações clandestinas

Caern

A Caern investiu um milhão de reais em georadares, que trarão uma melhoria significativa na qualidade do serviço de fiscalização de ligações irregulares de água. Os equipamentos, além de contribuírem com a distribuição justa da água entre os clientes, vão diminuir as perdas comerciais da empresa, que no ano passado realizou ações de fiscalização em 32 mil imóveis e detectou 1.627 mil irregularidades em Natal, o que gerou R$ 2,2 milhões em multas.

Só este ano, foram realizadas fiscalizações em mais de 10 mil imóveis, onde foram encontradas 509 ligações irregulares, com multas que já somam R$ 309 mil. Com os novos georadares, as ações de fiscalizações serão intensificadas, combatendo fraudes e minimizando as perdas comerciais da Companhia.  

As equipes de fiscalização da Caern iniciaram esta semana o uso dos equipamentos, que são capazes de detectar qualquer tipo de tubulação, cabos ou estruturas enterradas até oito metros de profundidade, sem a necessidade de escavação. 

“A utilização dos georadares vai agilizar o trabalho de nossas equipes de fiscalização e torná-lo mais assertivo, gerando mais produtividade e melhores resultados. Além disso, evitará diversas intervenções em vias públicas, pois não precisaremos mais realizar sondagem por meio de escavações”, destacou o superintendente Comercial da Caern, Giordano Filgueira.

FUNCIONALIDADES

Os radares de superfície são capazes de detectar estruturas metálicas, de concreto, PVC, PEAD, cerâmica, entre outros, de acordo com algumas variáveis, como profundidade, tipo de solo e sua homogeneidade, constante de velocidade de propagação e presença de barreiras físicas para penetração da onda de radar. Além disso, o equipamento possui modo de escaneamento em grade, de diversos tamanhos, configurável pelo operador e software de cálculo, de modo a obter uma visualização simultânea da imagem em corte e planta da área escaneada.

“Vale lembrar que esta ferramenta possui receptor GPS interno para captura das coordenadas de geoposionamento do equipamento, bem como o georreferenciamento (geo-tag) das imagens capturadas da tela com possibilidade de exportação destas imagens para o programa Google Earth em arquivos digitais tipo .KMZ.”, explicou Giordano.

TREINAMENTO

Trinta colaboradores das equipes de fiscalização da Regional Natal e Regional Oeste participaram de um treinamento para aprender as funcionalidades dos georadares. Estes profissionais atenderão demandas não apenas na Grande Natal e em Mossoró, mas em todos as regionais da Caern no Rio Grande do Norte. Vale destacar, que os desvios de água são passíveis de multas e penalidades. 

“Este investimento em tecnologia é de extrema importância para combater os desvios de água que impactam diretamente nas perdas da Companhia e que prejudicam a distribuição de água para a população. Estamos trabalhando em medidas para deixar a empresa cada dia mais eficiente”, conclui o Diretor-Presidente da Caern, Roberto Linhares.

Nenhum comentário

Comentar