Artigo Nacional

Céu ou inferno - Analise da fala do Presidente Bolsonaro pelo Jornalista Cesar Santos

Bolsonaro

Portal de Fato:

O que disse o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em pronunciamento no rádio e na TV na noite desta terça-feira (24):

1 – O governo está enfrentando a pandemia do novo coronavírus, destacando medidas para socorrer, principalmente, as áreas de saúde, social e econômica;

2 – Pediu calma à população, ao comentar: "sem pânico ou histeria, como venho falando desde o princípio, venceremos o vírus e nos orgulharemos.”

3 – Bolsonaro afirmou que as autoridades devem evitar medidas como proibição de transportes, o fechamento de comércio e o confinamento em massa.  E ressaltou: “Nossa vida tem que continuar. Os empregos devem ser mantidos. O sustento das famílias deve ser preservado. Devemos, sim, voltar à normalidade.”

4 - O presidente voltou a dizer que o grupo de risco para a doença é o das pessoas acima dos 60 anos de idade e que não teria necessidade de fechamento de escolas, já que são raros os casos fatais de pessoas sãs com menos de 40 anos.

5 – Bolsonaro assinalou que 90% da população não terá qualquer manifestação da doença, caso se contamine, e a preocupação maior deve ser não transmitir o vírus, "em especial aos nossos queridos pais e avós".

No final de sua fala, em rede nacional, ele destacou: “Aproveito para render minha homenagem a todos os profissionais de saúde: médicos, enfermeiros, técnicos e colaboradores, que na linha de frente nos recebem nos hospitais, nos tratam e nos confortam.”

NOTA DO BLOG: O pronunciamento de Bolsonaro repetiu pontos que ele já vinha falando em lives e entrevistas; o presidente apenas juntou todos os pontos no mesmo pronunciamento. Foi o suficiente para provocar a reação imediata e, mais uma vez, as torcidas foram para as arquibancadas, leia-se, redes sociais. Um lado disse que Bolsonaro foi irresponsável, louco, genocida; o outro lado sustenta que o presidente foi certeiro em sua fala. Bom, nesse jogo do nós contra eles, de quem tá certo ou errado, o futuro próximo dará a resposta. E a Bolsonaro restará o julgamento final do Covid-19. Até lá, lave as mãos com sabão, use álcool em gel, evite aglomerações e... Peça a Deus por dias melhores, amém!!!

Nenhum comentário

Comentar