Covid - 19

Comissão de infectologistas vai investigar morte de recém nascido que testou positivo para coronavírus em Natal

Todos os testes feitos na mãe da criança tiveram resultado negativo para Covid-19 e investigadores consideram que houve pouco tempo para contaminação 'externa'. Médicos vão avaliar prontuários e protocolos seguidos.

Por Igor Jácome, G1 RN

Covid

Testes sendo feitos no Laboratório Central do Rio Grande do Norte (Arquivo) — Foto: Ayrton Freire/Inter TV Cabugi

Uma comissão que será formada por pelo menos três médicos infectologistas vai investigar o caso de uma criança prematura recém-nascida que morreu com quadro dias de vida e testou positivo para coronavírus após um exame realizado com cerca de seis horas após o nascimento. Todos os testes realizados com a mãe deram negativo para a doença e o caso intriga o setor de vigilância em saúde da Secretaria Municipal de Saúde.

De acordo com a coordenadora do setor, Juliana Araújo, o grupo deverá ser formado por um profissional infectologista da equipe da pasta, além do médico Kleber Luz, que é professor da UFRN, e um membro da Sociedade de Infectologia, que não teve o nome divulgado porque ainda não foi convidado formalmente. O grupo será formalizado "nos próximos dias". A SMS não estipulou prazo.

"Eles terão acesso a todo o prontuário, a toda a investigação feita, para dar um parecer conjunto, em que os três concordem", afirmou Juliana, considerando que o caso "foge completamente da literatura", ou seja, não se encaixam nos padrões conhecidos até agora da doença.

Isso porque os testes foram realizados na criança com pouco mais de seis horas de nascida, o que não seria tempo suficiente para o vírus ser incubado no organismo no caso de uma contaminação externa à barriga da mãe. Ao mesmo tempo, os exames realizados com a mulher apontaram que ela não teve Covid-19 ao longo da gestação.

Ao G1, Juliana admitiu que a comissão poderá chegar inclusive à conclusão de que a criança não teve coronavírus. "Nada está descartado", ponderou. Desde que o resultado do teste do bebê foi divulgado, ele faz parte das estatísticas de mortos pelo novo coronavírus no Rio Grande do Norte, além de constar como a mais jovem vítima da doença no país.

Testes

O bebê recém-nascido tinha quatro dias de vida quando faleceu, no dia 7 de abril. Ele nasceu prematuro no dia 3 de abril, com 30 semanas de gestação, apresentou insuficiência respiratória e ficou na UTI neonatal. Em um teste de Swab - baseado na presença do vírus nas mucosas (como nariz e boca) - o resultado foi positivo para coronavírus.

Quando deu entrada na maternidade, no dia 2 de abril, a mãe apresentava quadro de hipertensão, diabetes, obesidade e síndrome respiratória a esclarecer, segundo a SMS. O primeiro teste realizado na mãe também foi o Swab, porém não foi encontrado vírus, o que é comum quando são passados sete dias desde o início dos sintomas, segundo os investigadores.

Diante do resultado negativo do primeiro teste, foi realizado outro - o exames de sorologia - para detectar anticorpos para Covid-19 - mas o resultado, divulgado no dia 21 de abril, também foi negativo, segundo informou a Secretaria Municipal de Natal.

CORONAVÍRUS - CLOROQUINA

 

Nenhum comentário

Comentar