Publicidade

Dicas para ajudar as Escolas e as Famílias nesse momento que NÃO É FÉRIAS!

KarythyaDicas para ajudar as Escolas e as Famílias nesse momento que NÃO É FÉRIAS!

Essa suspensão das aulas por conta da pandemia do COVID-19 ou corona vírus nos deixou bem preocupados em relação ao aprendizado dos estudantes. Na educação, quase 900 milhões de alunos chegaram a ficar com aulas suspensas ou reconfiguradas ao redor do mundo. O contingente representa metade de todos os estudantes do planeta – segundo atualização realizada em 19 de março pela UNESCO, órgão da ONU para educação e cultura. Sendo assim, precisamos adotar algumas medidas para que eles não fiquem desprovidos totalmente dos conteúdos.

ESCOLAS

◇ Disponibilizem atividades e conteúdos através das plataformas online para que os pais acompanhem os filhos nesse momento; 
◇ Conversem com os profissionais sobre o suporte as famílias, durante esse período, claro que nos horários estabelecido por vocês;

FAMÍLIA

Nesta fase de reclusão, o papel da família de para acompanhar atividades e estimular os filhos é fundamental.
É hora de reorganizar a rotina. Para isso, os responsáveis devem manter a calma. Tudo é muito novo para todos, é preciso manter a serenidade para que a ansiedade e o medo não atrapalhem esse processo de adaptação. Emoções controladas é o primeiro passo é o diálogo e o acolhimento.

◇Continue com a rotina dos filhos, como se eles estivessem estudando; Façam a programação do turno no qual ele estuda. Acordar no mesmo horário e estudar conforme o cronograma de aulas. Assim, não teremos muito trabalho quando tudo voltar ao normal;

DICA: Crie um quadro de rotina com o estudante.
Utilize o material que estiverem em casa, cartolinas, folhas de ofício, canetinhas, imagens, post-its...
Determine os horários de estudo, disciplinas, um tempinho para o lanche, como também para o repouso, brincadeiras livres etc. O mais importante é que essa construção do quadro seja feita com os eles, como também deverá ser seguido, conforme foi planejado, assim o processo de adaptação será mais fácil;

◇ Oriente, converse, pesquise os conteúdos com os estudantes, e assim, eles não ficarão atrasados, como também terão uma aprendizagem significativa e prazerosa, pois estão tendo o maior incentivo, que vem da família;

◇ O local de estudos é um fator bem importante. Escolha um local arejado, com boa luminosidade, sem distrações de tecnologias, sons ou algo que tire a concentração. Assim, eles ficarão bem confortáveis para esse momento de construção da aprendizagem. Deixe todo o material de estudos disponível e de fácil acesso;

◇  Para os momentos livres, sugiro algumas brincadeiras dentro desse contexto de isolamento social, como por exemplo:

    A caça ao tesouro nada mais é do que combinar com as crianças que elas vão precisar encontrar alguma coisa em casa e, para isso, devem decifrar pistas. Olha que legal!

    Que tal estimular as crianças a fabricar seus próprios brinquedos e, de quebra, estimular consciência e respeito ao meio ambiente? Usar as garrafas pet como instrumentos de brincadeira, por exemplo, pode ser uma maneira divertida de destacar a importância da redução de resíduos e reciclagem.

    Construam jogo da memória. Aproveitem livros de recortes, separe todas as imagens e façam uma base com papelão ou algum material mais resistente para deixar as peças bem resistentes. Podem escolher temas de acordo com a idade de cada estudante ou conteúdo que precisa ser explorado;

Enquanto as aulas não voltam, vamos deixar a rotina dos nossos filhos bem animada  e oportunizar as aprendizagens nesse momento.
Siga nossas redes sociais e lá estaremos sempre postando algumas dicas para ajudá- los ainda mais.

Karythya Mayara 
Pedagoga/Psicopedagoga

Nenhum comentário

Comentar