Homicídios Mossoró

Envolvidos na chacina do baile Funk em Mossoró são condenados 571 anos de prisão

Jornalista Vilsemar Alves – Especial para o Câmera:  

O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri Popular de Mossoró decidiu pela condenação dos quatro réus que foram julgados na última terça-feira  pelas 05 mortes na chacina do baile funk do bairro Boa Vista.

Felipe Martins dos Santos, o "Playboy", foi condenado a 137 anos e 10 meses de prisão. A condenação fixada para Marlon Bruno da Silva Nascimento, o 'Shampoo', foi de 156 anos de prisão, enquanto para Francisco Josenilson da Silva, o 'John', a pena fixada é de 138 anos e 07 meses, mesma pena imposta a Abdiel da Silva Domiciano.

O julgamento iniciado às 10 horas da manhã, só terminou às 8 da noite. Somadas as penas dos réus chegam a 571 anos de prisão, uma condenação judicial histórica em Mossoró. Os jurados acataram a tese do Ministério público estadual. Durante o julgamento, o promotor de justiça Ítalo Moreira exibiu uma fotografia dos acusados, todos portando armas.

Além da condenação pelos homicídios, os réus também foram condenados por  tentativas de homicídio contra outras 5 pessoas que estavam no baile funk onde segundo a polícia e o Ministério público, era promovido por uma facção criminosa. No dia 11 de março de 2017, a chacina deixou marcas difíceis de serem esquecidas no bairro Boa Vista.

A defesa composta por dois advogados e um defensor público não conseguiu convencer o conselho de sentença formado por três mulheres e quatro homens, a cerca da tese defendida: a de insuficiência de provas que ensejaria a inocência dos réus.
 

Nenhum comentário

Comentar