Policia Militar

Governo do estado do Rio Grande do Norte despreza policiais militares e nega direito de alimentação em detrimento de outras categorias da segurança pública

prato fundoO problema da alimentação dos policiais militares em serviço no Rio Grande do Norte, um direito previsto do estatuto da categoria, mas jamais cumprido pelo Governo do Estado, ganha novo capítulo e que deixou revoltada toda a categoria militar.

É que desde ontem circula nas redes sociais memorando assinado por Pedro Florêncio, secretário da administração penitenciária, comunicando o sistema de pagamento de vale alimentação para os policiais penais em diária operacional (EXTRA).

Ou seja, a categoria que já recebe vale alimentação de forma integral passará a receber também quando em jornadas extraordinárias, enquanto os PMs seguem mendigando alimentação na porta de prefeituras e comércios em todos os rincões desse estado.

A APRAM não desconhece o direito dos policiais penais, mas, juntamente com as demais entidades não ficará inerte diante de tamanha DESIGUALDADE promovida pela gestão que diz estar preocupada com a segurança, maltratando a categoria responsável pela prevenção e combate ao crime em todas as cidades do Rio Grande do Norte.

DESCASO TOTAL:
Os militares estaduais têm de lidar diariamente com a falta de estrutura física dos prédios, instalações condenadas, viaturas que em alguns casos os próprios policiais pagam para poder trabalhar, além da inexistência da distribuição regular de fardamento (outro direito negado aos militares que trabalham ostensivamente, mas garantido aos policiais penais que recebem auxílio-fardamento).

As lideranças da categoria informam que estão trabalhando e uma convocação poderá acontecer a qualquer momento. Não aceitamos novas promessas. Por nossa dignidade, por nossas famílias....À LUTA!

JUNTOS SOMOS FORTES!!!
https://www.instagram.com/p/CSJvjmZLiPD/?utm_medium=share_sheet

Comentar