Noticias Policiais

Polícia Civil prende homem e apreende diversas armas, explosivos e vasta munição

PC/ASSECOM

Polícia Civil prende homem e apreende diversas armas, explosivos e vasta munição

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) deflagraram, nesta quarta-feira (16), uma operação com objetivo de prender assaltantes de carros-fortes, atuantes em vários estados da federação. Após trabalho investigativo, foram identificadas duas residências na cidade de Parnamirim/RN, onde estariam escondidos alguns suspeitos, com parte do arsenal usado nas ações praticadas contra as empresas de transporte de valores. 

No momento em que os policiais chegaram a uma dessas residências, um suspeito reagiu à abordagem, efetuando vários disparos contra os policiais civis, quando houve confronto. Na ocasião, Frankelin Fernandes Pereira, conhecido como "Galeguinho", 37 anos, foi ferido e socorrido, sendo levado ao Hospital Deoclécio Marques. 

Com Frankelin Fernandes, foram encontrados uma pistola calibre .40 (uso restrito das forças policiais), com numeração suprimida, 47 munições do mesmo calibre intactas e 4 deflagradas, 172 munições calibre .30, 14 munições calibre .50, três rádios comunicadores, além de um veículo Honda Civic novo, 70 emulsões encartuchadas (explosivos), um rolo de cordel detonante e oito espoletas.

Após essa ação, os policiais diligenciaram no outro imóvel, também na cidade de Parnamirim, onde prenderam Sedson Fernandes Lima, conhecido como "Cedinho", 39 anos. Com ele, foram apreendidos: uma metralhadora de calibre .30, com 105 munições intactas de .50, dois veículos e várias placas de veículos.

Ambos são apontados nas investigações como especialistas em ataques a carros-fortes, tanto no estado do Rio Grande do Norte, quanto na Paraíba, Pernambuco, Ceará, Piauí e, recentemente, atuaram no estado do Maranhão. A última ação do grupo criminoso teria sido na sexta-feira (11), entre as cidades de Peritoró e Coroatá, localizadas no estado do Maranhão. Na oportunidade, eles explodiram o carro-forte da empresa Prosegur, havendo intensa troca de tiros, inclusive com a presença do helicóptero da polícia. Os suspeitos fugiram sem subtrair numerário financeiro.

Segundo informações prestadas por Sedson Fernandes, o grupo, que seria formado por alguns maranhenses e bolivianos, estava planejando uma ação no estado do Rio Grande do Norte e também na Paraíba, razão pela qual o fuzil .30 e a grande quantidade de explosivos estavam sendo guardados na cidade de Parnamirim, por Frankelin Fernandes.

Sedson Fernandes Lima foi autuado em flagrante pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo e de munições de uso restrito, posse ilegal de artefato explosivo, receptação, uso de documento falso e por integrar organização criminosa. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181 da SESED, Disque DEICOR (84) 3232-2862 ou do WhatsApp da DEICOR (84) 98135-6796.

 

Nenhum comentário

Comentar