Nota Publica

A superlotação no Hospital Tarcísio Maia está prejudicando o atendimento do Samu em Mossoró

O Samu, considerado um dos mais importantes e eficientes serviços de atendimento de saúde a população em Mossoró, amanhece o dia praticamente parado, com parte de seus equipamentos, “as macas” presas no Hospital Regional Tarcísio Maia. O problema é antigo e volta a se agravar na manhã de hoje.

Segundo informações, as macas das unidades do Samu estão ficando retidas com os pacientes, nos corredores, por falta de espaço no hospital. É um vexame, a cada ocorrência feita pelas equipes de plantão no Samu. Sem solução aparente, médicos, técnicos e socorristas cruzam os braços aguardando o chamado a liberação dos equipamentos, enquanto os pedidos de socorro se acumulam.

A imagem foi cedida e autorizada a utilização

 

Nenhum comentário

Comentar