Trafico de droga

Parnamirim: Polícia Civil prende traficante na Toca da Raposa

ImagemA 2ª Delegacia de Polícia Civil de Parnamirim, na tarde de hoje (26/04/2018), prendeu a pessoa de Tiago da Silva Oliveira (18 anos) pelo cometimento do crime de tráfico de drogas.

Durante investigações realizadas por esta unidade policial, foi detectada forte presença de criminosos membros da Facção Criminosa Sindicato do Crime do RN na Comunidade Toca da Raposa, bairro de Nova Parnamirim. Desde então diversas investigações tem sido realizadas na localidade e Tiago da Silva Oliveira já era investigado pelo envolvimento no tráfico.

ImagemNa data de hoje, Tiago foi surpreendido vendendo drogas e ao ser abordado por policiais, foi encontrado em sua posse pedaços de maconha e cocaína acondicionados em sacos plásticos para comercialização, sacos de dindim, fitas adesivas e dinheiro fracionado.

Na residência abandonada em que se encontrava Tiago, haviam várias caixas de balanças de precisão, vários rolos de papel filme e plásticos residuais de tabletes de droga, indicando que receberam drogas em grande volume para distribuição na localidade.

Com a prisão, a 2ª DP de Parnamirim fecha mais um ponto de comercialização de entorpecentes e prende elemento de alta periculosidade integrante da Facção Criminosa Sindicato do Crime do RN.

A 2ª DP de Parnamirim conta com o apoio da população local para elucidar crimes de tráfico de drogas, homicídios, roubos e outros crimes de maior gravidade. Para tanto, conta com um serviço de "Disk Denúncia" próprio através do aplicativo What's App no nº (84) 9 8135-6724, sendo garantida a preservação do anonimato do denunciante.

26 de Abril de 2018

Tentativa de Homicidio

Tentativa de homicídio no centro de Mossoró deixa três pessoas baleadas

ImagemNo início da tarde de hoje, 26 de abril, elementos tentaram matar Everton Carlos de Souza Melo de 32 anos de idade e terminaram acertando também outras duas pessoas, um deles flanelinha na Rua Felipe Camarão, próximo ao Banco do Brasil do bairro Doze Anos.

ImagemSegundo informações da policia o alvo dos criminosos era Everton, mas na tentativa de escapar dos atiradores ele correu em direção a uma loja de ferramentas, onde existiam outras pessoas. Paulo Wescley de Oliveira de 36 anos de idade e Leonardo de Oliveira da Silva de 23 anos foram atingidos por estilhaços de balas perdidas.

Segundo o medico do Samu que atendeu as vitimas, a situação mais grave é a de Everton. Ele foi atingido com cerca de quatro disparos na região torácica e abdominal, mas foi entregue consciente e orientado no Hospital Regional Tarcísio Maia.

Os outros dois feridos, também foram levados para o Tarcísio Maia e aparentemente não correm riscos de morrer.Imagem

26 de Abril de 2018

Acidente fatal

Bebê de seis meses, avó dele morrem em acidentes nas BRs 405

G1/RN - Imagem: João Pereira da Silva Filho

Acidentes aconteceram na manhã desta quinta-feira (26) na cidade de Apodi. Na BR-405, bebê foi arremessado para fora do carro.

ImagemUm bebê de seis meses e a avó dele, morreram na manhã desta quinta-feira (26) vítimas de acidentes de trânsito na região Oeste potiguar. O acidente que vitimou o bebê e a avó aconteceu na BR-405, em Apodi.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o acidente na BR-405 foi por volta das 8h30, na rotatória que dá acesso à RN-233, sentido Apodi-Caraúbas. Um Fiat Uno e uma Parati bateram de frente.

No Uno estavam o bebê, os pais dele e a avó. Já na Parati, havia dois homens. Com a batida, o bebê acabou sendo arremessado para fora do carro. Ele e avó ainda foram socorridos com vida para o hospital, mas não resistiram aos ferimentos.

Os pais do bebê, segundo a direção do Hospital Regional de Apodi, foram transferidos em estado grave para o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró.

"Ele teve traumatismo craniano. Já a mulher, sofreu várias fraturas", afirmou José Wilker, diretor do hospital de Apodi. Já os dois homens que estavam na Parati, ainda de acordo com o diretor, sofreram ferimentos menos graves.

Moradores da região reclamam da falta de redutores de velocidade e cobram a instalação de lombadas eletrônicas na rotatória.

 

26 de Abril de 2018

Pau dos Ferros

Pau dos Ferros: Operação Alto Oeste Integrado

ImagemAs constantes Operações desenvolvidas pelas equipes do 7º Batalhão de Policia Militar em parceira com o 4º Distrito de Policia Rodoviária Estadual “4º DPRE” contando ainda com o apoio das equipes da Policia Civil, tem deixado a cidade de Pau dos Ferros, no Oeste do Rio Grande do Norte, entre as mais seguras do pais.

Segundo o Tenente Coronel Cavalcanti, comandante do Batalhão, a operação tem como objetivo a prevenção de delito contra a vida e contra o patrimônio, coibir o porte ilegal de arma de fogo, inibir o uso e tráfico de drogas, capturar foragidos da Justiça e recuperar veículo automotor furtado, roubado, adulterados e clonados e coibir atos infracionais praticados por adolescente.

São realizados blites constantes com pontos de bloqueios em área urbana e rural, abordagens a pessoas e bares em atitude suspeita, vistoria veicular, consulta de veículos pela placa.

Ainda segundo o TC Cavalcanti, a operação conta com uma Delegacia Móvel e os procedimentos estão sendo realizados no local.ImagemImagemImagem

26 de Abril de 2018

Assú

Assú: Operação Crepúsculo deflagrada na manhã de hoje

ImagemFoi deflagrada, na manhã do dia de hoje, a operação CREPÚSCULO que culminou na apreensão de 03 (três) armas de fogo, uma moto com restrição de roubo, além da apreensão de 02 (dois) adolescente e prisão de 02 (dois) adultos.

Nos primeiros raios de sol, a ação conjunta da POLÍCIA CIVIL e MILITAR da cidade de Assu tinha como objetivo desarticular um bando que vinha cometendo diversos crimes de roubos na região do Vale do Assu, especialmente na zona urbana da cidade de Assu.

“Já há muito tempo eles são investigados por diversos crimes praticados na região e, embora apontados por vítimas, a localização deles era desconhecida, o que dificultava o trabalho da polícia. Sobreveio a informação do local onde o grupo criminoso se reunia para se prepararem para as execuções de crimes, sendo montado toda uma logística e programação para captura-los.”

ImagemNa operação, uma motocicleta roubada na cidade de Assu, no dia ontem, foi recuperada, além de parte das armas usadas pelo bando, sendo elas: 01 (um) revólver calibre .38; 01 (uma) espingarda calibre 12, com cano cerrado; e, 01 (uma) espingarda calibre 12 de fabricação caseira.

Foram presos: CLEISON VIEIRA DANTAS, vulgo “CLEISSIM” (26 anos); HENRIQUE EDUARDO ALVES DA SILVA (32 anos) e dois adolescentes de 17 anos foram apreendidos. Até o momento, apenas CLEISON VIEIRA DANTAS, vulgo “CLEISSIM”, apresentou antecedentes criminais.

A operação foi intitulada CREPÚSCULO (claridade frouxa que precede o clarão do dia) em razão da informação repassada aos policiais de que, para alcançar os criminosos, as equipes deveriam se antecipar à saída deles, o que se dava nos primeiros raios de sol.

Assessoria PC/Assu

 

26 de Abril de 2018

Acidente fatal

Idoso morre vitima de acidente de transito na BR 304 em Mossoró

ImagemO acidente aconteceu por volta de 08h da manhã de hoje, 26 de abril, na BR 304, próximo ao trevo de acesso ao bairro Bom Jesus, em Mossoró no Rio Grando do Norte.

Antônio Enoque Bezerra de 68 anos de idade teve sua motocicleta colhida por um carro e morreu na hora. Segundo informações, ele reside do bairro Bom Jesus e morreu quando estava saindo de casa em direção à cidade. O idoso foi colhido pelo veiculo que trafegava no mesmo sentido.

O condutor acionou o socorro medica e permaneceu no local do acidente.

A Policia Rodoviária Federal isolou o local do acidente e depois dos procedimentos da perícia o corpo do irmão Enoque foi removido para a Unidade Regional do Itep em Mossoró onde deverá ser necropsiado.

O carro envolvido no acidente, um corolla com placas de Mossoró deverá ser removido para o deposito da Policia Rodoviaria Federal. A motocicleta da vitima foi liberada no local e entregue a familia.ImagemImagemImagemImagem

 

26 de Abril de 2018

Rio Grande do Norte

Natal: Delegacia de Defesa da Criança e do Adolescente procura suspeito de participar da morte de Iasmin Lorena

Informações podem ser repassadas através do 181

Tales Lobo - Portal B.O

ImagemA Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (DCA), está em busca de pistas sobre o paradeiro de Marcondes Gomes da Silva, que é suspeito de participar do crime que vitimou a jovem Iasmin Lorena, de apenas 12 anos, encontrada enterrada em uma casa em construção no bairro da Redinha, na Zona Norte de Natal. Marcondes, é pedreiro e trabalhava na obra da residência. As autoridades pedem para quem tiver informações sobre a localização do suspeito, as forneça por meio do Disque-Denúncia 181. As denúncias podem ser feitas de forma anônima, com a garantia de sigilo absoluto.

25 de Abril de 2018

Homicidios

(089ª) Ex-presidiario morre em confronto com a policia militar em Mossoró

ImagemO confronto aconteceu por volta das 02h da tarde de hoje, 25 de abril, na Favela do Conjunto Wilson Rosado em Mossoró, durante uma abordagem realizada pela policia num local suspeito de servir de abrigo para criminosos.

Segundo informações, durante a madrugada de hoje, criminosos invadiram uma residência no Conjunto Redenção, levando vários objetos e pertences da família.

No inicio da tarde, uma denuncia anônima para o Ciosp, apontava a localização dos criminosos, no Conjunto Wilson Rosado. Logo na chegada os militares da Viatura de Radio Patrulha da área, perceberam os elementos exibindo arma de fogo e pediram reforço para fazer a abordagem.

Já com o apoio do Grupo Tático Operacional, “GTO” da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas, “Rocam” um dos elementos, Leodecio Vieira de Souza Junior de 22 anos de idade, residente na Rua Antônio Mendes da Silva Neto, no bairro Costa e Silva, suspeito de participar de um arrastão durante a madrugada no conjunto Redenção, reagiu atirando. Ele foi baleado e morreu no Hospital Tarcísio Maia para onde foi socorrido.

A Policia Militar recuperou o material roubado e um revolver calibre 38 com seis munições, sendo duas deflagradas e três percutidas e não deflagradas, foi encontrado com o elemento morto no confronto. Um adolescente que fazia parte do grupo foi apreendido e conduzido para a Delegacia de Menores, para os procedimentos.

ImagemImagemImagem

25 de Abril de 2018

Homicidios

Somente DNA poderá confirmar se corpo enterrado na Zona Norte de Natal é mesmo o da menina Yasmin

Por Anderson Barbosa, G1 RN

Yasmin Lorena de Araújo, de 12 anos, não tem documento de identidade para reconhecimento por meio de impressão digital nem ficha de dentista para comparação de arcada dentária.

Imagem

Ainda não é possível confirmar se o corpo encontrado enterrado dentro de uma casa na tarde desta terça-feira (24) na Redinha, bairro da Zona Norte de Natal, é mesmo o de Yasmin Lorena de Araújo, de 12 anos. Sem a identificação oficial, o corpo não pode ser liberado para a família providenciar o enterro. A menina foi vista pela última vez com vida no dia 28 de março, quando saiu para entregar um dinheiro na casa de uma vizinha.

Ao G1, o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) revelou que Yasmin não possui carteira de identidade, e isso impossibilita um eventual reconhecimento por meio das impressões digitais. Além disso, a família não conseguiu apresentar nenhuma ficha de dentista para que se possa fazer uma identificação por meio da arcada dentária do corpo encontrado. “Assim, o único modo possível de se confirmar se o corpo é mesmo o de Yasmin será por meio de exame de DNA”, afirmou Thiago Tadeu, chefe de gabinete do Itep.

Na manhã desta quarta (25), o pai de Yasmin e uma tia dela estiveram no Itep na tentativa de identificar o corpo encontrado na Redinha. Contudo, embora tenham dito que as roupas são semelhantes as que Yasmin usava no dia em que desapareceu, não foi possível fazer o reconhecimento facial em razão do avançado estado de decomposição do cadáver desenterrado.

“Sem a identificação, o Itep não pode liberar o corpo para sepultamento. Precisamos esperar pelo exame de DNA. Caso o resultado seja positivo, a família vai poder fazer o enterro. Caso contrário, o corpo encontrado fica no Itep por 10 dias, pelo menos, enquanto aguardamos algum parente que também possa se submeter à comparação genética. Se neste período o corpo não for reclamado, ele será enterrado como indigente”, explicou Tadeu.

Falta de laboratório

A polícia investigativa do Rio Grande do Norte não possui um laboratório próprio de DNA. Assim, quando é preciso fazer exames desta natureza, amostras são comumente enviadas para Salvador, na Bahia. A parceria prevê envio de materiais duas vezes ao ano, o que torna o procedimento ainda mais demorado.

 

Casa saqueada é depredada

ImagemNa noite desta terça, revoltados com o caso, moradores da Redinha depredaram e saquearam a casa de um pedreiro suspeito de ter envolvimento no desaparecimento e morte da garota. Este suspeito, que segundo a Polícia Civil passou a ser procurado após o corpo ter sido encontrado, era quem trabalhava na obra de construção do imóvel onde o corpo foi enterrado.

A casa depredada fica ao lado da residência onde mora a família de Yasmim. De acordo com a Polícia Militar, os moradores acham que estão fazendo justiça. Móveis, eletrodomésticos, e até uma pia inteira foram levados pelas pessoas que invadiram a casa. Os cômodos ficaram revirados e pichações foram feitas nas paredes da residência.

O desaparecimento

Yasmin foi vista pela última vez por volta das 13h do dia 28 de março. De acordo com a família, a menina saiu de casa, na Rua José Acácio de Macedo, na comunidade da África, na Redinha, para entregar um dinheiro a uma vizinha a pedido da mãe. A mulher que receberia o dinheiro mora em uma rua próxima, e disse que a menina sequer chegou ao destino. A família então procurou a polícia e fez uma queixa do desaparecimento dela. Desde então, começaram as buscas por Yasmim.

25 de Abril de 2018

Homicidios

Corpo que pode ser de menina desaparecida em Natal foi concretado após ser enterrado, diz PM

Por Anderson Barbosa, G1 RN

ImagemPolícia acredita que corpo seja de Yasmin Lorena, de 12 anos, que desapareceu no dia 28 de março, na Zona Norte de Natal. Dois homens foram detidos e um terceiro, principal suspeito do crime, não foi encontrado.

 
 
Yasmin Lorena de Araújo tem 12 e está desaparecida desde a quarta-feira (28), em Natal (Foto: Arquivo da Família/cedida)"Primeiro cavaram, e depois que colocaram o corpo no buraco, jogaram cimento por cima", disse o oficial. "Não fossem os cães farejadores, dificilmente o corpo seria encontrado", destacou Trigueiro, ressaltando a ajuda dos cães do BPChoque, que auxiliaram as buscas.
Cães farejadores do BPChoque ajudaram nas buscas  (Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi)

 

As buscas

A casa onde o corpo foi achado está inacabada. Fica no bairro da Redinha, na Rua José Acácio de Macedo, a mesma onde a família de Yasmin mora. Policiais civis e militares, e mais uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros, participaram das buscas, que foi iniciada ainda pela manhã. Familiares de Yasmim também acompanharam o trabalho.

Enquanto aguarda a confirmação da identificação da vítima, a Delegacia Especializada em Defesa da Criança e do Adolescente (DCA) agora trabalha para descobrir quem são os assassinos e quem ocultou o corpo.

Suspeitas

Ainda de acordo com o comandante do BPChoque, dois homens foram detidos para prestar esclarecimentos. Um terceiro, que é o principal suspeito de ser o autor do homicídio, ainda está sendo procurado.

Prioridade

Desde o sumiço, as buscas por Yasmin foram consideradas uma prioridade para a Polícia Civil. Logo, as investigações saíram da responsabilidade da Delegacia Especializada em Capturas (Decap), que apura casos de desaparecimento, e passaram para a Delegacia Especializada em Defesa da Criança e do Adolescente (DCA), já por entender que a menina havia sido realmente vítima de um crime violento.

O desaparecimento

Yasmin foi vista pela última vez por volta das 13h do dia 28 de março. De acordo com a família, a menina saiu de casa, na Rua José Acácio de Macedo, na comunidade da África, na Redinha, para entregar um dinheiro a uma vizinha a pedido da mãe. A mulher que receberia o dinheiro mora em uma rua próxima, e disse que a menina sequer chegou ao destino. A família então procurou a polícia e fez uma queixa do desaparecimento dela. Desde então, começaram as buscas por Yasmin.

24 de Abril de 2018